Zezinho Corrêa, vocalista da banda Carrapicho, morre vítima da covid

0

Morreu na manhã deste sábado, aos 69, Zezinho Corrêa, vocalista da banda Carrapicho. O músico estava internado no Hospital Samel, em Manaus, tratando de complicações da covid-19. A notícia foi confirmada pela família do cantor em suas redes sociais.

“A família Corrêa vem a públicocomunicar o falecimento do nosso amado cantor Zezinho Corrêa. Zezinho estava internado desde o dia 14/01 no hospital Samel. No dia 07/01 foi transferisdo para o leito de UTI, no hospital Prontocord e lá estava lutando bravamente por sua vida. Em decorrência de complicações do covid-19, Deus quis o levar para a morada eterna, e hoje ele nos deixou”, começa o comunicado.

Em seguida, eles agradecem as orações e mensagens positivas dos fãs pela recuperação do músico. “Agradecemos imensamente o carinho, todas as orações e todo amor que vínhamos recebendo dos fãs, familiares, amigos e admiradores dele. O céu ganhou mais uma estrela que com sua luz brilhará para a eternidade. Obrigada por levar o nome do Amazonas para o mundo, obrigada por ser esse ser humanoincrível em todos os sentidos. Você já está fazendo muita falta na nossa família, daqui vamos continuar te amando sempre. Hoje a batida do tambor se calou”, encerrra.

O artista estava internado desde o dia 4 de janeiro, mas as primeiras informações dadas à imprensa vieram no dia 8 de janeiro, quando os familiares do cantor confirmaram a internação do artista, dizendo que Zezinho estava na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), intubado e com 100% de saturação. À época, a família do cantor também precisou desmetir o boato de que Zezinho havia morrido.

No sábado, 23 de janeiro, a boa notícia: Zezinho já respondia bem ao tratamento, fazendo com que os médicos diminuíssem a sedação e os remédios. No entanto, dois dias depois, no dia 25 de janeiro, um novo comunicado da família informava uma piora no estado de saúde do cantor. Zezinho voltou a ser intubado.

Cantor estava internado desde janeiro
“O cantor estava evoluindo bem nos últimos dias, onde o mesmo na não estava sedado, não estava fazendo uso de medicações vasoativas, estava respirando sem ajuda de aparelhos, quadro neurológico limpo e fazendo diálise. Porém, na madrugada deste domingo, o cantor apresentou uma piora no quadro, onde os médicos optaram pela conduta de retornar com a sedação, uso de medicações vasoativas e uso da ventilação mecânica”.

A banda Carrapicho surgiu no início dos anos 1980, em Manaus. No início, o grupo tocava MPB (Música Popular Brasileira), mas logo cravaram o forró e as todas de boi bumbá em suas apresentações. Foram 16 anos trabalhando regionalmente. Em 1996, um produtor francês ouviu Tic, Tic Tac e dedidiu lançá-la na França. A música, então, tornou-se fenônemo na Europa e no Brasil, ficando na posição 34 das 100 músicas mais tocadas no país naquele ano.

Relembre um trecho da música
Bate forte o tambor, eu quero é tic, tic, tic, tic, tac
É nessa dança que meu boi balança e o povo de fora vem para brincar

A letra foi cantada em diversos idiomas, inclusive o Russo. A canção também tinha uma coreografia peculiar. Foi Gugu Liberato que descobriu a banda durante suas férias na Europa. O apresentador trouxe o grupo para se apresentar no Brasil, época em que tinha um programa no SBT.

Em dezembro de 2020, o Domingo Espetacular foi à Manaus entrevistar Zezinho Corrêa e descobriu que vocalista e a banda estavam separados desde 2003. No entanto, o grupo havia resolvido se reunir para comemorar os 40 anos de carreira e relembrar os sucessos que ajudaram o grupo a explodir nos anos 1990.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.