Vídeo – Imagens de tarântula gigante comendo um gambá

0

Na Amazônia peruana, biólogos identificaram tarântulas com dietas até então desconhecidas. Um dos vídeos da pesquisa mostrou uma aranha gigantesca devorando um gambá, algo considerado inédito nos registros científicos.

A pesquisa foi feita em 2019 e revelou que essas aranhas gigantes caçam animais até três vezes maiores que elas.

Em fotos e vídeos, os pesquisadores identificaram aranhas que caçam sapos, lagartos e cobras — e o nosso pobre gambá, a vítima mostrada no vídeo.

A pesquisa feita há dois anos novamente foi discutida em redes sociais após a National Geographic divulgar novamente um vídeo da caçada.

Os cientistas conheciam parte dessas interações predatórias, mas ainda não tinha ideia da extensão delas.

“Invertebrados atacarem vertebrados é comum, mas geralmente esses ataques não são considerados uma fonte importante de mortalidade para anfíbios e répteis”, afirmou Rudolf von May , biólogo da Universidade de Michigan, em entrevista à National Geographic.

“Nosso conhecimento dessas interações permanece limitado”, completou o pesquisador.

Para os pesquisadores, o terror se misturou à fascinação de ver algo inédito.
“Ficamos muito extasiados e chocados, e não podíamos realmente acreditar no que estávamos vendo”, afirmou Michael Grundler, então estudante de doutorado em Biologia e pesquisador associado.

Durante as pesquisas, Rudolph e os outros estudiosos também acharam cobras mortas por centopeias gigantes. Uma das cobras era uma coral venenosa.

A predação ressalta o caráter das aranhas como caçadoras oportunistas, que simplesmente pegam o que conseguirem dominar.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.