Uso obrigatório de máscara não está sendo respeitado em Jacarezinho

0
Foto ilustrativa

A certeza da impunidade e a falta de consciência são os principais motivos que leva uma grande parte da população de Jacarezinho a não usar máscaras contra a proliferação dessa pandemia que está assolando o planeta.

A Covid-19 se espalha através de gotículas expelidas por uma pessoa infectada através de espirros, tosses ou mesmo na fala. Essas gotículas acabam sendo levadas à boca, ao nariz ou aos olhos de pessoa.

Em uma breve passagem pelo Jardim Scillas Peixoto, Vila São Pedro, Vila Maria e Dom Pedro Filipack, chega ao absurdo de mais de 50% de pessoas não usarem máscara.

Na Avenida Brasil, onde pessoas caminham e fazem seus exercícios físicos no período da manhã, a tarde ou a noite, também chega a mais de 40% a falta do uso de máscara, a incoerência é tanta que as pessoas buscam por um corpo mais saudável e pode contrair o coronavírus, e pior ainda, transmitir ao seu próximo, que não tem nada a ver com sua irresponsabilidade, isso mostra que a maioria das pessoas estão praticando exercícios físicos apenas pela questão da estética e não pela saúde de seu corpo e menos ainda da mente.

Mas fica a pergunta, porque as autoridades competentes não fiscalizam esses lugares com maior incidência de pessoas, a multa tão falada não vai ser aplicada? Até quando teremos que conviver com a falta de consciência dos outros e a falta de empenho dos governantes?

E para as pessoas que primam pela sua saúde e do seu semelhante, fica a dica: “Proteja a si mesmo, a quem você ama, e também a quem você ainda não teve tempo de amar”. O peso na consciência é o pior sentimento que podemos sentir.

(Não usamos foto daqui de Jacarezinho para não gerar polêmica)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.