Um dos maiores animais voadores da pré-história é descoberto no Canadá

0

Há 77 milhões de anos, um imenso réptil voador cruzava os céus de onde hoje é o Canadá. 30 anos atrás, na província de Alberta, fósseis desse exato animal foram encontrados – e agora finalmente identificado, pesquisado, catalogado e batizado. O nome Cryodrakon boreas tem o significado de “dragão congelado do vento do norte”, e não é por acaso: com asas que se abriam a 10 metros de comprimento, trata-se de um dos maiores répteis voadores já encontrados.

Segundo pesquisadores, o Cryodrakon boreas é uma das duas espécies de pterossauro gigante que existia na América do Norte e, se a nomenclatura de “dragão” no nome é evidentemente uma referência metafórica, tal sugestão se justifica pois, com suas imensas asas, ele era do tamanho de um pequeno avião.

Segundo a pesquisa, o réptil era capaz de cruzar oceanos inteiros, e consumia outros animais igualmente grandes, como lagartos e filhotes de dinossauros. No período em que viveu, o Canadá era uma paisagem razoavelmente temperada e consideravelmente mais quente do que é hoje.

Um dos ossos encontrados no Canadá
Junto do fóssil do Cryodrakon boreas, a ossada de outro pteurossauro gigante, o Quetzalcoatlus northropi também foi encontrada – com cerca de 10,5 metros de abertura de asa, é o maior animal voador já encontrado. Os dois animais possuíam cabeça grande e pescoço comprido, em um corpo similar ao de uma girafa. A importância da descoberta é também justamente diferenciar uma espécie da outra, a fim de definir melhor a diversidade e a evolução desses predadores na região.


Comparação entre os répteis descobertos, uma girafa e um ser humano.
Hypeness

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.