Tecnologia big data: uma realidade irreversível no mundo dos negócios

0

Os avanços e desenvolvimentos tecnológicos vieram para ficar. São irreversíveis. E podem ser grandes aliados das pessoas e das empresas, se bem utilizados. É o caso da tecnologia big data, um termo que se refere à enorme quantidade de dados e informações que precisam ser processados e armazenados. Estamos muito mais próximos e envolvidos com essa realidade do que imaginamos. Por exemplo: grandes empresas como Amazon, Uber e Netflix utilizam dados importantes, fornecidos por nós mesmos, para gerar tudo, incluindo o desenvolvimento de novos produtos.

Entretanto, infelizmente, muitas empresas ainda não descobriram ou perceberam as vantagens da tecnologia big data. Baseado nos três “vês” (velocidade, volume e variedade), o conceito lida com o grande volume de informações com as quais toda empresa se depara, dia a dia, em muitas situações: financeiras, fiscais, de comunicação, marketing, vendas, etc. Isso porque essa ferramenta pode cruzar informações advindas de diferentes lugares, fontes e bancos de dados.

Na SCOD Brasil, uma startup londrinense, por exemplo, desenvolvemos uma ferramenta capaz de monitorar a situação, ou seja, a realidade do IPTU de imóveis, principalmente para empresas que administram uma grande quantidade de unidades. A tecnologia big data, nesse caso, é utilizada para reunir, em um só local, informações do imposto de milhares e milhares de imóveis espalhados pelo Brasil, a partir de bancos de dados diferentes. Isso facilita o trabalho, otimiza os recursos e permite deixar a situação fiscal em dia, com as contas pagas, sem atrasos, multas ou juros.

Obviamente, a dificuldade de encontrar informações sobre a situação fiscal dos imóveis era uma dor do mercado, sentida por loteadoras, incorporadoras, imobiliárias, bancos e administradoras de consórcio. São empresas que fazem a gestão grandes quantidades de imóveis e que dispendiam muito tempo monitorando o IPTU, além de muitos recursos financeiros, tendo de pagar multas e juros de impostos atrasados. Então, a tecnologia big data, além de otimizar o trabalho manual da mão de obra contratada da empresa, faz com que o monitoramento do IPTU dessas unidades esteja em dia. Nesse sentido, essa tecnologia é a resposta para as principais dificuldades enfrentadas pelos empreendedores do mundo todo em qualquer área, que é a de poder prever comportamentos e influenciar nas decisões de cada negócio, a fim de se obter melhores resultados.

No caso do ramo imobiliário, com as informações do IPTU mapeadas, as empresas passam a pagar os impostos sem atrasos porque têm as informações em mãos, além de relatórios e os respectivos boletos à disposição. E, aí, sobram recursos financeiros para serem aplicados em outros setores e projetos que possam ajudar no crescimento e desenvolvimento empresarial, gerando negócios, oportunizando lucros e, consequentemente, criando empregos. É um ciclo que permite girar a roda da economia. E a pandemia do coronavírus, com todas as dificuldades e tristezas que trouxe, também nos mostrou que, para sobreviver em tempos de crise, é preciso investir em tecnologia.

De uma forma geral, conforme a revista norte-americana Entrepreneur, o mercado vai gastar US$ 77 bilhões até 2023 com ferramentas de big data e inteligência analítica. Por isso é que, no início deste texto, disse que essa é uma realidade irreversível. E as empresas que quiserem sobreviver no mercado do futuro, completamente tomado pelo desenvolvimento tecnológico, precisarão investir em big data e outas ferramentas, como a inteligência analítica. Não tem mais volta. A boa notícia é que a geração de jovens que está se formando agora está muito envolvida com empreendedorismo, startups e tecnologia, e esse tipo de serviço e trabalho se tornará cada vez mais acessível. Necessário já é. Só é preciso, agora, planejar quando implantar na empresa ou organização.

Hellen Levandowski é CFO da SCOD Brasil, startup londrinense desenvolvida para monitorar de forma automática a situação do IPTU através da tecnologia big data.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.