PM prende duas mulheres e apreende um menor por tráfico e encontra balanço do PCC

0

A Polícia Militar de Jacarezinho recebeu denúncias que na Rua Rio de Janeiro, na Vila Scillas, o morador da residência (16 anos) juntamente com duas mulheres (23 e 19 anos) estariam praticando tráfico de drogas, bem como forneciam drogas para outros traficantes da cidade.

Por volta das 16 horas outra denúncia de que naquele momento as referidas pessoas estavam no local traficando. Diante da situação, a equipe de inteligência da PM juntamente com Rotam, Canil e RPA se deslocaram até o local acima citado para investigar a denúncia.

No local foram abordados o suspeito e as duas jovens. No momento da abordagem chegou ao local um terceiro elemento, que trazia consigo R$ 60,00 em espécie; este se declarou morador da residência e franqueou a entrada na casa, pois afirmou desde o início que não possuía nada de ilícito, e que as meninas moravam ali há um mês, vindas das cidades de Curitiba e Apucarana.

Após buscas efetuadas na casa, foram encontrados vários objetos e anotações relativas ao tráfico de drogas e balanço da organização criminosa “PCC”, balança de precisão, celulares, uma porção de maconha, uma porção de crack e uma de cocaína, além de vários pinos de cocaína vazios, um prato com resíduos de crack com uma gilete.

Indagados os suspeitos sobre a propriedade dos materiais apreendidos, todos foram contraditórios ao fazerem as afirmações, porém as duas mulheres assumiram a propriedade dos cadernos de anotações e também relataram ser batizadas na organização criminosa “PCC”, e que fazem as anotações de integrantes da organização criminosa atuante em todo o país.

Diante do exposto, todos os envolvidos foram encaminhados até a Cia da PM para a lavratura do BOU.

No local, quando os policiais elaboravam o referido documento acima citado, um advogado chegou até a CIA e se intitulou advogado das duas mulheres e do menor de idade, que orientou seus clientes e acompanhou a confecção do BOU.

Após, os policiais se deslocaram junto com os envolvidos até a Santa Casa de Misericórdia de Jacarezinho onde foi constatado nos atestados médicos nenhum deles apresentava alguma lesão e imediatamente foram apresentados a autoridade policial para apurações e providências.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.