Operação Vida reduz em 50% taxas de homicídio no Norte Pioneiro

0

A Operação Vida teve por objetivo principal reduzir as taxas de homicídios dolosos e feminicídios, desenvolvendo ações voltadas a combater os crimes transversais, que geralmente são os fatores relacionados na prática de mortes violentas.

Até agora, foram aplicados mais de três mil policiais militares, mobilizando todos os setores Corporação, realizando cumprimento de mandados de prisão e apreensão, patrulhamento ostensivo, abordagens a pessoas, veículos e estabelecimentos, bloqueios táticos e de trânsito em vias urbanas e rurais com objetivo principal da preservação da vida dos paranaenses.

Nesta segunda-feira (22/02), o 2º BPM recebeu da Subseção de Análise Criminal e Estatística do Estado-Maior da PMPR informações sobre o resultado da “Operação Vida” no Paraná e em particular no Norte Pioneiro, área de abrangência do 2º BPM.

O 2º Batalhão pertence ao 2º Comando Regional de Polícia Militar, o qual é composto pelas Unidades responsáveis pelo policiamento em grandes centros urbanos, com sedes de Batalhões em Londrina, Apucarana, Rolândia, Cornélio Procópio, Ivaiporã, Arapongas e Jacarezinho e cada um destas Unidades são responsáveis por vários municípios adjacentes, como, por exemplo, o 2º BPM que realiza o policiamento nos 22 municípios do Norte Pioneiro.

Em todo Estado do Paraná, a Operação Vida promoveu redução de 60% na taxa de homicídios dolosos durante a primeira quinzena do mês de fevereiro de 2021, quando comparados com o mesmo período do ano de 2020.

No 2º Comando Regional, a redução foi de 50% nos crimes desta natureza, assim como, no Norte Pioneiro do Estado, que também teve redução de 50% índice de homicídios dolosos, quando confrontados com dados do ano anterior, em igual intervalo de tempo.

O Comandante do 2º BPM, Major Castelo Branco, enalteceu os resultados positivos: “O objetivo principal dessas ações de segurança pública são salvar vidas e estamos alcançando êxito, pois com as prisões, apreensões de drogas e armas e recaptura de foragidos, certamente, muitas vidas foram salvas. Os trabalhos continuarão em todo Estado visando a segurança e melhor qualidade de vida do cidadão paranaense.”

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.