Novo estudo torna a madeira transparente, mais forte e mais leve que o vidro

0

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Maryland, descobriu uma nova maneira de tornar a madeira transparente. Em seu artigo publicado na revista Science Advances, o grupo descreve seu processo e porque eles acreditam que é melhor do que o processo antigo.

Madeira transparente é uma ideia na qual os cientistas já trabalham há algum tempo. Construtoras vêem isso como uma nova opção para casas porque a madeira é mais forte do que o vidro – ela não quebraria se atingida por uma bola de beisebol, por exemplo. Mas, apesar de muito esforço, a madeira transparente não chegou ao uso comercial – principalmente por causa da forma como é feita.

O método convencional para tornar a madeira transparente envolve o uso de produtos químicos para remover a lignina – um processo que leva muito tempo, produz muitos resíduos líquidos e resulta em madeira mais fraca. Nesse novo esforço, os pesquisadores descobriram uma maneira de tornar a madeira transparente sem ter que remover a lignina.

O processo envolveu alterar a lignina em vez de removê-la. Os pesquisadores removeram as moléculas de lignina envolvidas na produção da cor da madeira. Primeiro, eles aplicaram peróxido de hidrogênio na superfície da madeira e, em seguida, expuseram a madeira tratada à luz ultravioleta (ou luz solar natural). A madeira foi então embebida em etanol para posterior limpeza. Em seguida, eles preencheram os poros com epóxi transparente para tornar a madeira lisa.

A madeira resultante foi 50 vezes mais resistente do que a madeira transparente feita da maneira convencional – ela também permitiu a passagem de 90% da luz. Os pesquisadores também descobriram que ele é mais forte e mais leve do que o vidro – e oferece um isolamento melhor. Os pesquisadores sugerem que ele pode ser usado tanto para janelas quanto para telhados. Eles observam que a madeira poderia, em teoria, ser usada para criar uma casa totalmente transparente, pois também pode ser usada como material de suporte.

Os pesquisadores afirmam que a madeira feita com seu processo é limpa e pode ser facilmente dimensionada para uso em grandes edifícios. Eles também sugerem que ele pode ser usado em outras aplicações, como telas sensíveis ao toque para uso em ambientes hostis ou dentro de carros.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.