No recebimento de vacina russa Brasil tem prioridades segundo fundo financiador

0

“Absolutamente prioritário”, afirmou nesta segunda-feira, 19, Kirill Dmitriev, CEO do Fundo Russo de Investimento Direto para recebimento da vacina russa contra a covid-19, a Sputinik V, que financiou os estudos do imunizante quando se referiu ao Brasil.

A vacina Sputinik V começará a ser distribuída em caráter preliminar no Brasil em dezembro de 2020, segundo Kirill Dmitriev, com aplicação em massa nos primeiros meses de 2021.
Em pronunciamento direcionado à América Latina, o CEO do RDIF apontou que a vacina experimental está na fase de realização de exames clínicos no Brasil, mas que espera em breve sua aprovação desta vacina que segundo ele provou 100% de eficácia. garantiu Dmitriev. Poucas pessoas poderão ter febre, mais serão casos isolados.

Brasil, Índia, Coreia do Sul e China e são os países em que o RDIF a espera produção em grande escala. México e Venezuela também foram citados como outros parceiros, e Argentina e Peru como provável país na expansão

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.