Maradona era dopado com soníferos, álcool e maconha para não ver orgias na sua casa

0

Áudios vazados de Leopoldo Luque, médico de Diego Maradona, mostram detalhes ainda mais grotescos dos últimos dias do ex-jogador. Em alguns deles, é dito que o primo da última namorada do argentino o dopava para que ele não visse orgias feitas pelo homem.

De acordo com o portal Infobae e a TV América, no último arquivo de Luque, ele revela que Charly, primo da última namorada do ex-jogador, levava com frequência várias mulheres para a casa do argentino.

Para que Maradona não presenciasse os momentos íntimos, ele era dopado com vinho, soníferos, maconha e cerveja.

“Charly levava uma mulher diferente por dia, e, para fazer isso, tirava Diego de cima com maconha e cerveja. O quebrou em mil pedaços”, revelou o médico.

O médico Leopoldo Luque está sendo investigado pela polícia do país por negligência no tratamento de Maradona em seus últimos meses de vida.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.