Esqueleto gigante encontrado em praia de SP desaparece misteriosamente

0

Moradores de Peruíbe, no litoral sul de São Paulo, se depararam com um esqueleto gigante na areia da praia da Barra do Una na última 6ª feira (21.mai), mas os ossos desapareceram misteriosamente um dia depois. As informações foram confirmadas nesta 2ª feira (24.mai) pelo Instituto Biopesca, uma das instituições que executa o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), conduzido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O Biopesca afirma que, após ser informado por um popular sobre a presença dos ossos de uma baleia na praia, no dia 21, deu início a uma apuração sobre a ocorrênca. Porém, naquela data, a chuva e a dificuldade de acesso ao local, que fica na Estação Ecológica Juréia-Itatins, impediram a ida de uma equipe.

Já no sábado (22.mai) à noite, o Instituto constatou que os ossos estiveram na praia na manhã do dia anterior, mas haviam desaparecido. O motivo, diz o Biopesca, pode ser a ação da própria maré sobre a areaia ou de pessoas. Fotos tiradas por um morador e pela instituição mostram a ossada quando foi encontrada e o que restou depois no local onde ela estava, respectivamente.

O Biopesca diz ainda que está investigando o porquê de a ossada ter aparecido na praia, e uma das hipóteses com as quais trabalha é que tratava-se de restos de uma baleia que encalhou já sem vida em uma área próxima, em 2018. Na época, por causa da localização, não foi possível enterrar o animal. Dessa forma, nas palavras do médico veterinário Rodrigo Valle, coordenador geral do Instituto, “a maré pode ter levado a carcaça e tê-la depositado no local em que a ossada foi encontrada”.

A instituição não conseguiu confirmar a espécie, devido à ausência de material. Segundo a prefeitura de Peruíbe, a praia da Barra do Una tem 2 km de extensão e é cercada por morros ao fundo e no canto esquerdo. Uma pequena vila de pescadores encontra-se na região, que apresenta diferentes ecossistemas: mangue, mata, restinga, várzea e dunas. Para acessá-la, é preciso seguir por uma estrada que se estende por 24 km — com trechos asfaltados e de terra –, começando na praia do Centro de Peruíbe e passando pela praia do Guaraú.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.