Dois indivíduos são presos e carga de cigarros de mais de R$ 320 mil é apreendida pela PM

0

Os PMs receberam denúncia que havia um foragido da Cadeia de Santo Antônio da Platina (fuga ocorrida neste último sábado, 23) escondido numa chácara, Bairro Monte Real.

No local,  foi realizado contato com o proprietário, o qual negou a presença do foragido na casa; neste momento, os PMs visualizaram um indivíduo fugindo pelos fundos do quintal, se embrenhando numa mata, não sendo possível abordá-lo; em buscas pela casa, os PMs encontraram 410 caixas de cigarros, contrabandeados do Paraguai, avaliadas em aproximadamente 325 mil reais.

Indagado proprietário da chácara sobre os cigarros, ele disse que pertencia a ele e mais dois sócios: ao indivíduo que fugiu da abordagem (morador em Paranavaí/PR) e a um terceiro indivíduo, morador de Santo Antônio da Platina, sendo os três associados para esta ação criminosa.

Perguntado sobre uma caminhonete  V/W Amarok, cor verde, vista pelos PMs em diligências preliminares no local, ele afirmou que pertencia ao seu terceiro sócio (morador Santo Antônio da Platina); afirmou ainda que ele e seus dois sócios, nesta mesma data, passaram horas descarregando a carga de cigarros do caminhão, guardando a mercadora na casa.

No decorrer da ocorrência, o proprietário da chácara (abordado) ofereceu dinheiro para o Policial Militar que estava a frente da ocorrência, para que não prosseguisse nas apreensões e prisões, todavia, neste momento, o Policial Militar deu voz de prisão ao proprietário da chácara,  pelo crime de corrupção ativa.

Na sequência, os PMs saíram no encalço do terceiro indivíduo (morador de Santo Antônio da Platina); ao chegar a sua residência, localizada no Bairro Jardim Bela Vista, a citada caminhonete Amarok, cor verde, estava estacionada em frente da sua casa. O suspeito foi abordado e informado sobre os fatos, entretanto negou seu envolvimento na situação dos cigarros apreendidos.

Diante de conjunto de evidências contundentes sobre seu envolvimento, ele (50 anos) recebeu voz prisão e juntamente com o proprietário da chácara, (61 anos), foram encaminhados para Delegacia de Polícia Federal de Londrina.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.