Deputado Diego Garcia aprova relatoria em prol da segurança das crianças

    0

    A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou, por unanimidade, nesta quarta-feira (21), o parecer do deputado federal Diego Garcia (Podemos-PR) ao PL 4926/2013, que proíbe a fabricação, venda e utilização de andador infantil em todo o território nacional.

    O parlamentar acrescentou, em seu substitutivo, emenda para que sejam excluídos dessa proibição os andadores indicados por profissionais de saúde como recurso de tecnologia assistiva ou reabilitação. “Vemos que em alguns casos específicos o uso dos andadores é necessário, seja para uma reabilitação ou como método assistivo. Assim, crianças com deficiências físicas, por exemplo, não serão privadas do uso dos andadores”, explicou Garcia.

    Segundo Diego Garcia, a aprovação da proposta é necessária pois os andadores são os causadores de grande parte dos acidentes com crianças. “A Associação Médica Americana traz relatos de acidentes com crianças que em 12% até 40% dos casos ocorreram por causa do uso de andadores, sendo a grande maioria relacionada à queda de escadas. Com tal autonomia precoce, as crianças conseguem acesso a objetos pesados, substâncias tóxicas ou quentes. Além disso, prejudica o processo natural de andar, podendo causar deformidades físicas”, destacou Garcia.

    As sociedades como a de Pediatria, de Queimaduras, de Ortopedia Pediátrica, outros segmentos da sociedade civil organizada também já se manifestaram pela proibição da venda dos andadores, a exemplo do que ocorre em diversos países do mundo. A venda é proibida no Canadá. Austrália, Estados Unidos e Europa congregam consumidores que optaram pelo banimento moral do produto.

    Use este espaço apenas para a comunicação de erros





    Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.