Cientista brasileiro pode comprovar que dengue oferece imunidade contra covid-19

0

O estudo do neurocientista brasileiro Miguel Nocolelis aponta que pessoas que já tiveram dengue podem ter imunidade contra a covid-19.

Os cientisas já haviam encontrado um ponto em comum em análises sorológicas entre a dengue e o novo coronavírus. Uma mesma proteína compartilhada pela covid-19 e a dengue possuem mesma causa e efeito.

“Com o estudo israelense nós temos um indício. Eles mostraram em 99 pacientes que tiveram dengue no ano passado, que 22 tiveram anticorpos do novo coronavírus”, afirmou o neurocientista Miguel Nicolelis, que dá continuidade ao estudo analisando regiões do Brasil e do mundo.

Segundo o brasileiro, onde teve muitos casos de dengue nos últimos meses, a incidência de coronavírus foi menor, com menos casos e mortes. No Brasil, a dengue voltou a crescer em 2019, com mais de 1,5 milhão de casos.

A pandemia teve maior dificuldade para se espalhar em regiões que tiveram surtos de dengues recentemente. O estudo do cientista brasileiro pretende recolher amostras de soro de pessoas que tiveram dengue para testar com o coronavírus.

O Japão está em fase avançada na produção de uma vacina para dengue, que segundo Nicolelis, é muito mais segura e eficaz que qualquer vacina que esteja sendo desenvolvida para a covid-19.

“A minha ideia é que se os nossos resultados forem seguros e comprovados do ponto de vista imunológico, eu acho que é um grande avanço para o coronavírus”, finalizou.

 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.